Quais são os direitos do candidato em casos de prova discursiva zerada?

Você teve prova discursiva zerada ou está buscando formas de evitá-la? Então você chegou ao lugar certo! Confira agora quais são os seus direitos em caso de questões anuladas e como recorrer para aumentar a sua nota.

O que pode anular uma questão de concurso?

No geral, não existe segredo, a questão ou redação é zerada quando foge do tema proposto, ou quando possui alguma irregularidade grave. Por isso, veja abaixo cada uma das situações que você deve evitar:

  • Fugir do tema pedido: quando a resposta ou redação foge da ideia central, a questão é anulada pelo simples fato de que nada pode ser aproveitado para a avaliação e atribuição de nota.
  • Anonimato: se identificar de alguma forma na dissertação, é motivo para anulação imediata. Isso porque o anonimato preserva a imparcialidade da banca na hora de avaliar.
  • ‘’Garrancho’’: letras ilegíveis comprometem o entendimento do avaliador. Desse modo, você pode ter a questão zerada simplesmente porque ela não pode ser lida.
  • Questão em branco: esse motivo é bem óbvio. Portanto, ao deixar a questão vazia, ela automaticamente não terá nota alguma.
  • Linguagem imprópria: racismo, ofensas, palavrões, entre outros posicionamentos dessa natureza, não são aceitos e anularam a questão.

Quais são os seus direitos em caso de prova discursiva zerada?

As questões discursivas e a redação, tiram o sono de muita gente e não é para menos. Como as perguntas são ‘’abertas’’, fica muito fácil ‘’fugir’’ do tema e zerar totalmente a nota.

Ter a prova discursiva zerada é bem ruim, mas não é algo irreversível. Isso porque, além das maneiras de evitar, temos também formas de pedir revisão da nota, bem como questionar os critérios da banca na correção.

Na fase de avaliação discursiva, você tem direito de contraditório. Ou seja, por lei, a banca precisa te dar o direito de questionar a nota.

Sendo assim, se a sua questão foi anulada com base nas regras previstas no edital, é possível averiguar se os critérios deste documento e forma de avaliação da banca estão dentro da lei. 

No entanto, se a resposta foi zerada por critérios fora do documento, você pode inclusive recorrer à justiça, mas tudo vai depender do caso.

Embora o STJ não possa se sobrepor à decisão da banca, ele pode constatar se tudo está ocorrendo dentro das leis que regem os concursos, o cargo, e os seus direitos.

Como evitar a anulação da questão?

Como você pode ver, as causas de anulação são bem básicas. Além disso, há várias formas de evitá-las – o que é o melhor caminho. Por isso:

  • Conheça o edital: nesse documento, consta um modelo de respostas esperadas. Portanto, você pode usar esse gabarito e se preparar para atender exigências pontuais. Além disso, é possível conhecer o estilo da banca ao longo do seu histórico de certames.
  • Estudos: adquira métodos eficazes para entender a questão e discorrer de forma clara e objetiva. Para isso, praticar a interpretação, escrita e organização de ideias, é tão importante quanto adquirir conhecimentos técnicos.
  • Tempo: aproveitando o gancho da ideia acima, otimizar seu tempo na prova é fundamental para não deixar questões em branco.
  • Letra legível: parece básico, mas a qualidade da letra é fator determinante para a sua nota. Tome cuidado, pois além do tempo cronometrado da prova, o hábito de digitar diminui a destreza ao desenhar a letra. Além disso, o hábito de ler e digitar apenas nas telas, nos faz esquecer regras básicas como o uso de ‘’ss, ch, ç’’. Portanto, pratique a escrita manual, revise e corrija.
  • Linguagem: a essa altura, eu tenho certeza que você não colocaria termos impróprios e nem gírias no seu texto. Mas tome cuidado também com termos racistas, machistas, homofóbicos que estão disfarçados no dia a dia. Conhecer a origem de expressões populares, vai te impedir de cometer gafes e se prejudicar na avaliação.

Regras para a redação

A redação nada mais é do que uma grande questão aberta. Embora ela tenha regras distintas da pergunta, os critérios de correção são basicamente os mesmos.

Zerar a redação não é nada comum. É muito difícil fugir 100% do tema e como há mais material para a avaliação, mesmo que pouca, é atribuída alguma nota. Por isso, nesse caso é mais comum lidar com nota baixa, ao invés da anulação.

Portanto, além de manter as dicas acima, o ideal é que você conheça o edital, siga as regras e se baseie nos certames anteriores. Além disso, você pode entrar com recurso para aumentar a sua nota e essa é uma ferramenta muito útil. Confira.

Recurso em provas discursivas

No caso das provas discursivas com nota baixa, é possível pedir a revisão para aumentar a pontuação, e isso pode ser fator decisivo na conquista do cargo.

Portanto, se o resultado preliminar não agradou, ou se você precisa de alguns pontos para a classificação, vale a pena entrar com o recurso.

O recurso administrativo deve ser feito dentro do prazo previsto no edital e você pode ainda contar com a ajuda de um advogado. Desse modo, tudo pode ser usado ao seu favor: linguagem, abordagem, estratégica etc.

Recurso pode diminuir a minha nota?

Saiba que o recurso muito provavelmente não diminuirá a sua nota, pois isso gera custos adicionais para a banca, bem como a alteração no cronograma geral do certame.

Além disso, se ela reduzir sua nota, o ato deve ser embasado, justificado, e um novo prazo para contestação será fornecido no edital do concurso. Ou seja, é uma manobra custosa e esse é um dos motivos pelas quais é evitada.

Prova de que essa é uma prática inviável, é que para certames da Administração Direta e Indireta do Distrito Federal, há a Lei Distrital nº 6.320/2019 que prevê:

É vedado: IX- Diminuir a nota atribuída pelo examinador em recurso administrativo contra os critérios de correção das questões discursivas e de redação.

Como é um direito seu recorrer e as chances de aumentar a pontuação são grandes, essa é uma excelente ferramenta. Além disso, esses pontos podem ser a diferença entre conquistar o cargo ou não.

Conte com a ajuda de um advogado para avaliar o seu caso sobre a prova discursiva zerada e tenha uma grande vantagem na pontuação.

Compartilhe este artigo:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Informe o que deseja encontrar

Se preferir, fale com nossa equipe de especialistas:

Siga-nos nas Redes Sociais

Seja bem-vindo, ao navegar em nosso site você concorda com a nossa Política de Privacidade, por isso convidamos você a conhecê-la: Política de Privacidade

Atenção ao funcionamento do nosso Escritório!

Em decorrência da declaração de Pandemia pela OMS por causa do Coronavírus (Covid-19) informamos que nossos serviços estarão funcionando da seguinte forma por tempo INDETERMINADO:

Nossos serviços estarão funcionando normalmente através do trabalho a distância (Home Office), e nossa equipe esta preparada e organizada para melhor atendê-lo.

Não estaremos realizando atendimentos presenciais e nosso contato de telefone fixo não estará disponível.

Nossos atendimento serão apenas por meios online como WhatsApp, Skype, Vídeo chamadas e ligações somente para número de celular.

LIGAÇÕES por telefone somente para este número: (62) 99193-0358 das 10:00 as 18:00.
WHATSAPP somente através deste número: (62) 9 9338-0824. (Obs.: este último número funcionará apenas através do WhatsApp, sem ligações).
E-MAIL somente através do contato@agnaldobastos.adv.br

O escritório Agnaldo Bastos Advocacia Especializada em concursos públicos e servidores públicos estamos nos adaptando a essas novas formas de contato visando a segurança e saúde de todos os seus amigos, parceiros e clientes.

Pesquisar no Site

Digite no campo abaixo o assunto que deseja buscar no site.

Olá!

Você deseja entrar em contato agora com nosso escritório e já ser atendido?

ou continue sua visita no site.